Idealizador

firefox-gray

Orlando Mendes Carneiro, nasceu em Belém (Pará) no dia 15 de abril de 1943. Passando a infância e parte da adolescência no Município de Soure (capital da Ilha do Marajó), criou uma forte ligação com as coisas da terra, que o levaram, na idade adulta, a centrar uma parte da sua literatura na temática do interior da Amazônia e a implantar, no Município de Marituba (região da Grande Belém, Capital do Estado do Pará) um bosque, com o nome de "Sonho do Carneiro".

Alí reuniu as árvores da Amazônia mais conhecidas, as mais ameaçadas por derrubadas e queimadas na Amazônia, e que está se tornando uma referência preservacionista (Atualmente com quase 400 espécies de árvores registradas).

Tem 8 livros publicados. Sua obra demonstra sempre a preocupação com a defesa da Amazônia, quer no aspecto físico, ou no aspecto cultural.

Sua base acadêmica é o Bacharelado em Direito, e profissionalmente é radialista e escritor.


Livros Publicados

Histórias do Tio Orlando, ecologia para pré-adolescentes onde em textos curtos o autor mostra a necessidade de se adquirir base nos estudos e no conhecimento para poder defender a Amazônia (92 páginas )
Paragueses, romance que retrata a saga dos portugueses que deixaram a sua terra para se ombrear aos paraenses na construção do Pará (Paragueses seria a corruptela de "paraenses portugueses") - (250 páginas)
 
Jucá. Um escritor Amazônida, novela que retrata as dificuldades de ser um escritor numa região de cultura própria porém nova, como é o caso da Amazônia (80 páginas)
A Obra-Prima, contos e crônicas (130 páginas)
 
Novelário, novelas e crônicas. (137 páginas)
Canto de Página, coletânea de crônicas e contos publicados em jornais da cidade de Belém/PA (98 páginas)
 
O Suicídio Perfeito, novela ambientada em Belém, que aborda um ângulo inusitado de um casamento por interesse, entre uma jovem e um homem bem mais maduro. (148 páginas)