Árvores do Bosque : Angelim liso

Nome Popular : Angelim liso
Nome Científico : Andira inermis
Sinonímea :
 
Sinonímia : morcegueiro, umaré, cumarurana, uchirana.
Origem : Amazônia, Mato Grosso e Mato Grasso do sul.
Família : Leguminosae-Papilionoideae
Altura : até 20 metros.

Finalidade : a madeira é largamente utilizada para as mais variadas finalidades, sem entretanto apresentar qualidade que a identifique como "madeira nobre", termo criado para substituir e maximizar o "madeira de Lei" que foi largamente utilizado, acrescentando muitos vegetais aos da "Lei" original, que identificou árvores que só poderiam ser destinadas ao uso pelos integrantes da corte imperial. Assim, este "angelim liso" pode servir para postes, dormentes, gamelas, utensílios domésticos, etc

Finalidade terapêutica : é uma das árvores que mais se prestam ao uso na farmacopéia popular, além de ter estudos científicos de suas propriedades. A casca do tronco tem princípios ativos que a recomendam como febrífuga, purgativa, vermífuga, além de ser usada no tratamento de úlceras de pele. Mas atenção: nunca é demais recomendar que o uso das partes desta árvore devem ter a orientação de quem pode orientar, pois a auto-medicação de seus componentes (como qualquer outra) pode ser muito mais danosa à saúde que curativa.

Curiosidade : os nomes da sinonímia podem ser assim explicados – morcegueira – tem frutos que são avidamente procurados pelos morcegos frugívoros, que os disseminam mata adentro; cumarurana e uchirana – o sufixo "rana" é identificativo de "semelhante a", podendo pois ser identificada esta árvore como "semelhante ao cumarú" e "semelhante ao uchí".